Querias?

























Se eu por ti me apaixonar
Prometes ser-me fiel?
E ajudar-me a alcançar
A felicidade, o sonho e o mel?

Eu já me apaixonei em vão
E descobri que o amor é superior
Do que apenas segurar na mão
É uma troca constante de calor

Se eu te der o meu coração
Eu quero ter a firmeza
Que não desperdiço em vão
Aquilo que me dá alguma beleza

A minha forma de acarinhar
Este meu jeito apaixonado
Todo o fogo que tenho p’ra dar
E tanto mais que tenho guardado

Se tu também me quiseres
Sim, direi orgulhoso então
Sou feliz, sê tu tambem se poderes
E o nosso amor não será em vão

Portanto espero que tu entendas
Não posso garantir inúteis ninharias
Concebe que meus sonhos desvendas
Ai eu, me apaixonarei por ti. Querias?

São vãos os meus projéctos, insípidos
Mas são na alma que germinam
De me ver enlaçado nesses braços lívidos
Em noites que em puro deleite culminam

Nada mais ambiciono p’ra mim
Que te saber radiante e afortunada
E este sonhar de te saber assim
Feliz, alegre, por te saber amada

É pouco o que quero, dirás
Mas sai do fundo do meu ser
Toda a intensidade que ele traz
Se baseia na verdade de te querer

Guardo para outro poema
O erotismo nato, que te destino
Ao lavrar com minha pena
Nesse corpo doce, feito menino

Então de amores e razão me quero cheio
P’ra fazer valer méstria e excelência
E nas horas de recreio
Dar o meu melhor como solvência

E depois da alma lavada
Nesse vale de frondosas raízes
Ver as horas mais amadas
E te dar o que nem dizes


João Morgado

2 comentários:

Amiga Anjo disse...

Muito bem!
Que querido ternura é entrar no teu blog, ler seus poemas.
Tão romãntico, que nem apetece sair do blog.
Continua com seus poema, continua com seus desabafos.
Se mais feliz assim que poderes!
Beijinhos e bom romantismo!
Tua amiga dos AÇORIANA.

ISA disse...

Estarei sonhando? Como depois de tomar um café fiquei com insonia... aqui me sentei na frente do meu teclado. Vendo e-mails antigo encontrei um poema e, desejei chegar ao seu autor foi então que deparei com o vosso blog, amigo!
Voltarei...
jinhos
Isa

P.S. 4, 50 da madrugada... vou dormir.